Metas, como atingi-las

Ano de Copa e Eleições. Acredite 2018 pode ser bem mais que isso para sua carreira.

Chegamos na reta final de 2017. Saiba quais estratégias usar para alcançar seus objetivos.

Dedicar um tempo para pensar nas ações é tão importante quanto atingir suas metas, e fará toda a diferença entre o sucesso e o fracasso de seu novo ano.

Vamos lá? Pegue uma folha de papel, notebook, tablet ou smartphone e comece JÁ a anotar suas metas, uma a uma.

Faça uma retrospectiva. Certamente você não alcançou todas as metas que planejou para 2017, mas ganhou aprendizado para desenhar um caminho estratégico, afinal, não existe uma formula mágica. Existe planejamento e estratégia.

1- REFLITA

• Como foi 2017 para você? Quais os desafios enfrentados e quais foram superados?

• O que você aprendeu nas buscas de seu interesse em se tornar uma pessoa mais desenvolvida e qualificada?

• Identifique as principais habilidades e competências adquiridas em 2017;

• Para 2018, o que deve permanecer e o que deve ser excluído de vez da sua vida?

• O que deve e como pode ser melhorado em 2018?

• Qual será seu o objetivo principal? Como você fará para chegar até ele? Quem pode te ajudar?

Lembre-se de separar as metas de curto, médio e longo prazo.

2- SONHE

Sonhe alto, pense grande e estipule metas ambiciosas e realistas. Assim, você se manterá motivado a buscá-las. Metas fáceis ou muito difíceis de serem alcançadas não motivam o suficiente para vencer obstáculos e também causam frustrações e desistências.

3- PLANEJE

Não espere resultados diferentes fazendo as mesmas coisas. A oportunidade não surge da sorte, ela nasce do entusiasmo, as chances não surgem do nada, elas são atraídas por quem se empenha em buscá-las. Busque aperfeiçoamento aprenda coisas novas como:

• Idioma;

• Pós-graduação (presencial ou à distância);

• MBA ou um curso de idiomas no exterior;

• Voluntariado (todo aprendizado é válido) ainda mais se você não tem experiência. “Fazer o bem, faz bem. “

4- AVALIE

Estabeleça critérios para verificar e avaliar o andamento de suas metas. Tendo um planejamento estratégico bem definido, você conseguirá visualizar perfeitamente se consegue alcançar seus objetivos a curto, médio ou longo prazo, também será possível realizar alterações ou adaptações. É importante olhar para suas metas e entender que elas são valiosas, mas também é preciso ter noção dos seus limites e da sua realidade para evitar angústias e frustrações. O planejamento serve para te dar um rumo e, por isso, não deve ser engessado, mas sim, flexível, já que sua carreira é uma trilha e não um trilho rígido. Mude e ajuste o que for necessário durante o ano.

5- ATUALIZE

Dê um salto em 2018! Comece atualizando seu currículo. O mercado de trabalho é instável. Mudam os processos, mudam as pessoas, tudo muda. Mesmo que esteja vivenciando uma situação “estável” na empresa, atualize seus principais resultados:

• Foi promovido? Fez algum curso?

• Melhorou sua fluência em algum idioma?

• Participou de algum Congresso/Palestra/Seminário? Quais? Onde?

• Organize seus contatos online. Não basta ter um perfil no site da maior rede profissional do mundo (LinkedIn), é preciso interagir. Participe dos grupos de discussão. Recomende as competências ou habilidades de uma conexão, mas seja honesto, nada de forçar a barra ou inventar, pois recomendar alguém que você não conhece e que não utilizou os serviços fará com que perca a credibilidade;

• As pessoas precisam saber o que você faz. Divulgue seu twitter, blog, Facebook, Instagram, Pinterest, portfólio ou site nas redes sociais. Sua imagem digital é tão importante quanto o currículo que carrega e serve para que você encontre, seja encontrado e lembrado;

• Pratique networking! Procure pessoas que estejam na empresa, ramo ou posição que você gostaria de estar. Converse troque ideias com quem pode ajudar a atingir suas metas. Evite pessoas negativas. Junte-se a quem enxerga a vida com bons olhos. Alie-se aos que te apoiam de verdade, que valorizam, apreciam e respeitam o seu trabalho, suas metas e seus sonhos;

• Seja educado, claro e gentil ao se aproximar das pessoas. Você é avaliado como um todo, pela postura, pelo comportamento dentro e fora das redes sociais e não somente pelas postagens e currículo que carrega.

Dicas finais:

– Se você ainda não tem ideia do que quer para sua vida profissional em 2018, calma! Sem pânico. Divida o ano por semestre, planeje os primeiros meses. Sugiro aproveitar os próximos dias para fazer um mergulho dentro de si. Conhecer-se é o primeiro passo para desenvolver uma vasta capacidade de aprendizagem e evolução, e nada melhor do que o fim do ano, um momento especial, para comemorar as conquistas e planejar as novas metas para o ano que vai nascer!

– O autoconhecimento é a ferramenta mais poderosa que existe. Entender o que te faz feliz, o que te motiva e o que te “paralisa” irá te ajudar a tomar as decisões com maior clareza e segurança, possibilitando um planejamento mais completo de suas metas e de seu futuro.

– Registre suas ideias, pensamentos soltos, aprendizado do dia e dicas que ouvir ou ler. Quando escrevemos vamos além do “O QUE” e pensamos no “POR QUE” e no “COMO” assim é possível refletir melhor sobre nossas ações, resultados e consequências.

– Para sentir a vida pulsando nas veias é necessário: movimento, persistência, atitude, disciplina e foco. Esses são os ingredientes que dão o fôlego a mais, e que nos permite superar os desafios para ir além. Ter sucesso na vida não é o mesmo que ter sorte. Quando alguém atinge suas metas certamente é porque se dedicou muito e venceu etapas para conseguir chegar onde está;

– Planeje suas metas, trilhe seus sonhos! Ajude e valorize as pessoas que encontrar pelo caminho. Questione-se, aproveite feedbacks e descubra-se!

Desejo que você conquiste tudo o que planejar em 2018. Faça um ótimo ano!

 

Karla Aprato, Consultora de Carreira e Especialista em Linkedin 

Festa da empresa

LinkedIn Job, o que é?

LinkedIn Job é uma ferramenta dentro do Linkedin que ajuda os profissionais que buscam uma promoção ou uma recolocação a encontrarem oportunidades e vagas de emprego

Linkedin x Linkedin Jobs, qual a diferença? Linkedin é seu perfil, seu currículo online. Linkedin Jobs é uma ferramenta dentro Linkedin feita para buscar vagas, parceiros e clientes. Uma ferramenta não anula a outra, pelo contrário, elas se complementam.

Como funciona o Linkedin Jobs: Usando o seu perfil do LinkedIn e com base na sua localização, é possível fazer buscas usando filtros através de palavras-chave como: área de atuação específica, cargo ou sua região e de maneira sigilosa, ou seja, ninguém vê quando você se candidata ou pesquisa uma vaga. Legal, né?

Vantagens:

  • Se candidatar e acompanhar o andamento de sua candidatura de forma privada, pois não será exibido para sua rede a procura por vagas
  • Receber notificações de vagas baseadas no seu histórico de pesquisas  e escolha configurada de acorda com seu objetivo que pode ser feita no item “Vagas/interesse de carreira”, você também pode filtrar seus interesses por empresa, data do anúncio e relevância da vaga;
  • LinkedIn Job  permite configurar notificações para que você seja avisado sempre que surgir uma vaga de seu interesse/perfil;
  • Para conhecer de perto o LinkedIn Job , acesse a “VAGAS” no seu perfil no Linkedin

Boa sorte!

Karla Aprato – Consultora de Carreira,  Especialista em Linkedin

Como enviar o currículo por e-mail?

Com as redes sociais (twitter, facebook, linkedin, entre outras) divulgar vagas de emprego e estágio ficou mais simples, prático e rápido se candidatar a vaga uma, mas enviar o currículo requer alguns cuidados.

Confira as dicas:

1. O que informar no Assunto do e-mail? NÃO escreva “Currículo” !!! Escreva o código da vaga ou cargo pretendido;

2. PARA ONDE envio? Muitas vezes o e-mail que divulga a vaga não é o mesmo para qual o currículo deve ser enviado. Você pode receber a informação da vaga via um e-mail X, mas o currículo deve ser enviado para o e-mail Y;

3. Em qual FORMATO devo enviar o ARQUIVO? PDF. Nem todos usam o mesmo sistema operacional (como Windows) por isso, evite formatos muito específicos que outros sistemas não reconheçam;

4. Você sabia que 1/3 dos candidatos nomeia o arquivo como: “currículo.doc” ou “cv.doc”? Salve o arquivo com o seu nome completo e nome da vaga ou cargo;

5. Aos cuidados de quem? Certifique-se do nome da pessoa responsável pela vaga divulgada, isso fará com que chegue a pessoa certa;

Dica extra!

  • Verifique seu e-mail diariamente. Você enviou seu currículo e espera ser chamado, né? Então, deve verificar no mínimo 2 ou 3 vezes por dia o seu e-mail;
  • Normalmente, as instruções de como deve ser enviado o currículo são divulgadas junto com a vaga;
  • A apresentação do currículo diz muito sobre você é seu cartão de vistas, então leia-o e revise antes de enviá-lo;
  • Invista em um smartphone: E-mails, redes sociais e até sites de recrutamento e anúncios de vagas podem ser facilmente verificados em qualquer hora do dia pelo celular, além de, poder enviar rapidamente seu currículo.
  • Tenha um perfil no Linkedin!! O recrutamento de profissionais ocorre com mais frequência via internet, criando assim uma nova cultura que permite o encontro entre profissionais e empresas no menor tempo e custo possível. Em pleno século 21 ter um currículo on-line é fundamental.

Karla Aprato, Consultora de Carreira e Especialista em Linkedin 

Currículo: O que não escrever

O currículo existe para:

Primeiro: Descrever sua trajetória profissional através das informações pessoais do profissional e sua formação acadêmica, suas qualificações, competências e habilidades;

Segundo: Garantir uma entrevista, mas para isso, é importante dedicar um tempo na preparação do currículo. Um currículo mal elaborado pode acabar com uma oportunidade.

Te liga nas dicas do que NÃO escrever:

  1. Currículo ou Curriculum vitae: Nenhum! Dê destaque para o seu NOME Completo;
  2. Capa: é o seu currículo e não um trabalho acadêmico, nada de pastas também;
  3. Hobbies: deixe para falar sobre eles na entrevista e se for perguntado;
  4. Foto: Só insira foto se for solicitado, mas lembre-se nada de fotos em festas ou praia;
  5. Números de documentos pessoais como (RG, CPF, CNH e Passaporte) não devem ser colocados. Relaxe, quando você for contratado a empresa irá te pedir os documentos necessários;
  6. Assinatura ou a frase “declaro que os dados acima são verídicos” não são necessários, entende-se que foi o candidato quem elaborou o currículo;
  7. Anexar certificados, cartas de recomendação e diplomas: vale a mesma regra dos documentos (item 5), não atropelem a sequência dos acontecimentos;
  8. Pretensão salarial: Somente se for solicitado. Caso não saiba ou esteja em dúvida pesquise o piso salarial do cargo pretendido. Salário dos empregos anteriores:não é relevante para o currículo, até porque essas informações estão na sua carteira de trabalho;
  9. Escolaridade: se você está cursando ou é formado no ensino superior, não há necessidade de colocar onde cursou o ensino médio;

Dica extra!! 

Idioma: Não basta colocar qual idioma você tem conhecimento, escreva o nível de conhecimento:

  • fluente/avançado/intermediário e onde foi realizado, se for nível básico não coloque, mencione na entrevista, se perguntarem
  • Se tiver proficiência em algum idioma, mencione
  • Se for brasileiro, não informe “Português nativo”, isto já é esperado
  • Intercâmbios são valorizados, portanto, se tiver feito, coloque

Características comportamentais:  Iniciativa, espírito de equipe, liderança, facilidade na comunicação, entre tantas outras habilidades são bastante valorizadas pelas empresas, mas não é para estampar no currículo, deixe para falar na entrevista.

  • No currículo informe os resultados obtidos em sua carreira. Os números são muito bem-vindos, mas se você não pode quantificar os resultados, cite alguma atividade em que fez a diferença.
  • Um recrutador leva em média 40 segundos analisando um currículo e se não estiver claro e objetivo será descartado. Lembre-se, menos é mais.

O currículo nada mais é do que uma lista da sua trajetória profissional. Transmita compromisso e seriedade.

Boa sorte!

Karla Aprato, Consultora de Carreira e Especialista em Linkedin 

Carta de apresentação, como fazer?

Um dos itens mais pedidos pelas empresas hoje é a carta de apresentação, por isso, separei algumas dicas para te ajudar na busca por uma nova oportunidade no mercado de trabalho.

Você sabia que uma BOA carta de apresentação, ou seja, uma carta bem escrita pode ajudar mais que o currículo na hora da escolha do candidato?

“Só” o fato de o candidato ter a iniciativa para escrever e montar uma apresentação única para uma vaga específica demonstra um real interesse, muitos candidatos cometem o erro de esquecer a carta de apresentação, mesmo quando solicitada pela empresa, ou pior, fazem de qualquer jeito.

Atenção! Muitos recrutados leem apenas a carta de apresentação para escolher o candidato que irá seguir no processo de seleção, fique atento as dicas sobre o conteúdo que a carta de apresentação deve conter.

Dicas para escreveres uma boa carta de apresentação:

  1. Comece fazendo um breve resumo das suas qualificações
  2. Seja estratégico, faça uma correlação entre as suas qualificações, experiências e a vaga. Mostre e se possível exemplifique por que você é a pessoa mais indicada para preencher a referida vaga. Descreva qual o seu diferencial
  3. Cuidado com a formatação: a fonte e tamanho da letra devem ser os mesmos do currículo
  4. A carta não deve ultrapassar uma folha e ao contrário do currículo deve ser assinada
  5. Cópia NÃOOOO! Não faça um CTRL+C e CTRL+V do seu currículo, e não copie modelos da internet. Inove, crie! Demonstre entusiasmo, afinal, é o seu marketing pessoal que está em jogo
  6. Não comece com “bom dia” ou “boa tarde”, você não sabe a que horas a pessoa vai ler a carta. Comece com: Prezado Sr. (a): xxxxx
  7. Quem nunca brincou de “detetive” na internet? Então, use a tecnologia a seu favor e procure saber o nome do recrutador e enderece a carta a ele, isso causará uma boa impressão

Dica extra: Pesquisar sobre a empresa é fundamental!!! Você deve saber qual a visão, missão e conquistas. Tente conectar a sua carta de apresentação à vaga e principalmente ao perfil da empresa.

Boa sorte!

Karla Aprato, Consultora de Carreira e Especialista em Linkedin 

Foto no LinkedIn, como deve ser

Sua foto profissional é vista por várias pessoas dentro e fora da sua rede da rede.

O Linkedin é uma espécie de “vitrine” digital profissional, onde “menos é mais” e o MAIS no caso, deve ser o seu perfil profissional, sua experiência e sua formação.

Visualizar a foto de um profissional é o primeiro passo antes de ler o perfil e se conectar ou aceitar um pedido de conexão.

Segundo o Linkedin os perfis com fotos são 27x vezes mais vistos em relação a perfis sem fotografia.

Infelizmente, muitos profissionais não dão importância ou consideram pouco relevante, outros colocam fotos totalmente inadequadas para rede profissional e causam (sem saber) um enorme dano à a imagem profissional.

Se liga nas dicas que separei para sua foto profissional:

Rosto:

  • Maquiagem leve, tons nude sempre causam boa impressão
  • Acessórios grandes e muito coloridos como brincos, colares, pulseiras e piercings, devem ser evitados
  • Barba bem-feita sempre
  • Óculos, somente de grau
  • Cabelo, não precisa ser um peteado feito no salão, mas um cabelo arrumado é sempre bom
  • Olhe para a câmera, isso irá transmitir segurança, confiança e credibilidade para quem ver sua foto, porque você a estará olhando nos olhos
  • Sorria: Nada de sorrisos forçados. Sorria naturalmente, isso ajuda a deixar você mais acessível
  • A foto deve ser profissional e deixar uma boa impressão para as pessoas que você não conhece, estimulando-as a lerem seu perfil completo

Roupa: Um dos pontos mais importantes da foto no LinkedIn é a roupa.

  • A maneira que nos vestimos, transmitem mensagens, por isso, é importante pensar na imagem que você quer transmitir
  • Se a sua ideia é passar a imagem de um profissional confiável e com credibilidade, você deve pensar em roupas que consigam transmitir isso
  • Dependendo da sua área de atuação, a formalidade deve ser maior, mas, é essencial que você esteja sempre bem vestido

Isso não quer dizer que você precise usar um terno ou sua roupa mais formal, apenas que você deve se vestir de forma mais séria e evitar peças como camisas de time, de bandas, super-heróis, blusas extremamente estampadas, transparentes ou cores neon

Evite:

  • Transparecias
  • Decotes
  • Regatas
  • Cores muito fortes e muito coloridas, lembre-se: o que tem que chamar atenção é seu currículo online, Linkedin.

Se você ainda não sabe qual roupa seria ideal para a foto, pense:

Como você se vestiria no seu primeiro dia de trabalho ou entrevista de emprego? Caso ainda se sinta inseguro, pesquise e veja como os profissionais da sua área se vestem.

Sapatos: Livre, porque a foto deve ser da cintura para cima e seus sapatos e calças não irão aparecer.

Dicas finais!

  • Qualidade da foto: A sua foto no LinkedIn deve ter alta qualidade. Não use fotos cortadas.
  • Você pode tirar uma foto com celular, ou pedir para alguém tirar.
  • Atenção ao fundo, não use foto na praia ou na balada. Não esqueça que é uma rede profissional
  • Use um fundo branco ou neutro para foto
  • Seu perfil, sua foto! Não use fotos com outras pessoas como: amigos, família e animais de estimação

A imagem digital e profissional são tão importantes quanto o currículo que carrega, escolha uma foto que represente você e a sua marca profissional.

Dizem que uma imagem vale mais do que mil palavras, certo?

Espero ter ajudado.

 

 

 

Tenho um convite para você: Minha equipe e eu criamos um grupo no Linkedin para esclarecer dúvidas.

O grupo foi pensado para pessoas que gostam de se manter atualizadas e que já estão se preparando para enfrentar as mudanças no Mercado.

Se você é uma dessas pessoas vem participar do nosso grupo: Descomplicando o Linkedin! É gratuito, basta clicar

 

Karla Aprato – Consultora de Carreira, Especialista em Linkedin